O septo nasal é a estrutura anatômica que separa as narinas, possuindo localização central na cavidade nasal. É dividido em parte membranosa, cartilaginosa e óssea.

O desvio septal é uma alteração frequente

na população em geral. Pode ocorrer por traumas ou crescimento assimétrico da cartilagem e/ou dos ossos que formam o septo. Acarreta obstrução nasal, respiração oral, boca seca, distúrbios do sono, dentre outros sintomas. Possui impacto significativo na qualidade de vida da pessoa e a priva dos benefícios de se respirar pelo nariz, como: aquecimento, umidificação e purificação do ar inspirado.

Nos Estados Unidos, estima-se que os gastos para o alívio da obstrução nasal ultrapassem 5 bilhões de dólares anualmente.

Os pacientes portadores de desvio septal frequentemente iniciam o uso de descongestionantes tópicos para alívio dos sintomas, com o passar do tempo acabam por desenvolver rinite medicamentosa, dependência ao medicamento e os efeitos sistêmicos cardiovasculares colaterais do uso abusivo destas drogas (hipertensão arterial sistêmica, arritmias cardíacas)

O tratamento envolve desde o uso de medicamentos para os casos onde o desvio não é significativo e há aumento dos cornetos nasais inferiores associado, até o procedimento cirúrgico de septoplastia que é reservado para grandes desvios septais.

A septoplastia atualmente tem sido realizada por videoendoscopia, uma modificação da técnica tradicional, resultando em um procedimento menos invasivo e com melhor controle do sangramento. Os tampões nasais são raramente utilizados e o pós-operatório geralmente é tranquilo.

#septo, #desvio de septo, #Carne no nariz, #Nariz entupido, #Cirurgia nasal, #Otorrinolaringoloista, #Niteroi, #Saogoncalo, #Cirurgia de desvio de septo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agendamento de Consulta